---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?

Educação
Na escola, crianças aprendem segredos da alimentação saudável

Publicado em 10/07/2019 às 08:26 - Atualizado em 10/07/2019 às 08:28

É consensual que se alimentar de forma saudável é fundamental para o desenvolvimento integral de todos indivíduos. Em um país onde a fome e a desnutrição ainda são graves problemas sociais, ao passo que aumentam os casos de obesidade, o tema da educação alimentar e nutricional é central, e a escola é um agente fundamental nesse sentido.

Para a nutricionista Tamara Cristina Melz, as instituições educacionais são um espaço privilegiado, uma vez que acompanham as diversas fases do desenvolvimento desde a primeira infância, etapa em que começam a se moldar os hábitos alimentares que repercutirão por toda a vida.

Durante o mês, as atividades em sala de aula foram realizadas pelas professoras da Pré- escola do CEIM Pingo de Gente e da EBM Olavo Bilac, de forma que despertassem positivamente a curiosidade e o interesse das crianças em conhecer os alimentos e preparações, sempre dando ênfase a alimentação saudável para que esta se torne um hábito no cotidiano das mesmas e não somente no ambiente escolar.

Para finalizar, a Nutricionista Tamara realizou atividades com os alunos visando que os mesmos provassem novos alimentos e estimulando a provarem alguns que já conheciam. Durante a atividades foram exposto a alimentos regionais e também de outras regiões do Brasil, os alimentos foram: Maracujá, Mamão, Mamão Papaya, Ameixa, Morango, Abacaxi, Banana, Laranja, Manga, Maçã gala, Maçã verde, Fruta do Conde, Uva Crimson (sem semente), Pera, Carambola, Coco seco, Dragon Fruit (Pitaya), Blueberry (mirtilo) e o Kiwi. “A atividade foi muito divertida, alguns alunos se desafiaram e outros não queriam provar os alimentos “exóticos”. A escola tem esse papel de fornecer a refeição baseada nas recomendações nutricionais de cada criança, considerando o tempo em que elas estão naquele espaço. E também promover ações capazes de introduzir novos alimentos e fazer com que os estudantes conheçam, manipulem e mastiguem”, afirma.

Mas a Nutricionista ressalta que o papel da escola na educação alimentar e nutricional infantil não exclui a responsabilidade da família no momento de orientar e estimular uma alimentação saudável desde a infância e sim contribui para que todos reforcem a importância da mesma para se ter uma boa saúde.


Galeria de Fotos

  • {{galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
  • {{galeriaMultimidia.length + galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
Fechar